Buscar

A amamentação e o desenvolvimento da face e estrutura bucal do bebê

Você sabia que o desenvolvimento da face e estrutura bucal está

diretamente relacionado com a amamentação?

Já que estamos no “Agosto Dourado”, mês que reforça a importância do aleitamento materno, aproveitamos para falar de mais esse benefício da amamentação.


Amamentação. Crédito: Wix Imagens

O bebê precisa exercitar a mandíbula para que ela se desenvolva, por isso a alimentação não pode ser oferecida de maneira fácil. O ideal é mamar no peito até os seis meses de idade. Podemos considerar essa atividade como a primeira ginástica do bebê.


No entanto, se isso não for possível ofereça mamadeira com orifícios pequenos, nunca aumente o orifício do bico para facilitar a mamada, pois a falta de estímulo pode fazer com que o queixo não se desenvolva de maneira correta.


Além de todos os benefícios que já conhecemos sobre o aleitamento materno, pesquisas apontam que ao mamar no peito o bebê realiza movimentos que exercitam a respiração e a musculatura facial. A sucção do leite e a deglutição fortalecem os músculos faciais e direcionam a formação dos ossos do rosto, fazendo com que haja um fortalecimento e tonificação da língua, bochechas e lábios.


Estudos atuais destacam o papel relevante da amamentação na prevenção de problemas de oclusão (má posição dos dentes nos arcos, principalmente na dentição decídua). Os atos de sugar e deglutir iniciam-se na gestação e, gradativamente, vão amadurecendo até o momento do nascimento. Na 34ª semana gestacional, a maioria dos fetos saudáveis pode sugar e deglutir bem o suficiente para sustentar suas necessidades por via oral, caso o nascimento ocorra nesta idade. Ao nascer, a mandíbula encontra-se fisiologicamente em posição retrognata, sendo que o aleitamento materno estimula seu avanço e harmonização com a maxila através dos movimentos de protrusão e retrusão durante a extração do leite materno.


O período de sucção ao peito favorece uma respiração nasal exclusiva e uma atividade muscular para o desenvolvimento da face, atuando nas placas palatinas, aproximando a mandíbula da maxila e interiorizando a língua dentro do espaço oral, preparando essas estruturas para uma deglutição próxima do modelo do adulto, além de estimular proprioceptiva e motoramente essa região para uma boa oclusão e para a articulação dos sons da fala.


O crescimento e desenvolvimento das estruturas orais se dão através da força dos tecidos moles sobre os ossos, por remodelação, reabsorção e aposição óssea. No início da mamada, os movimentos de sucção são mais vigorosos, assim o estímulo de crescimento dado pelo aleitamento é muito importante. Vários músculos da face e pescoço estão envolvidos na amamentação e esses irão estimular o crescimento e desenvolvimento orofacial.


Existe a integração entre recepção de estímulos corretos e respostas adequadas aos tecidos, conduzindo a um crescimento e desenvolvimento adequado maxilo-mandibular da musculatura orofacial e da oclusão, assim como das funções orais de sucção, deglutição e fala.

(Fonte: Sociedade de Pediatria de São Paulo – spsp.org.br – Conteúdo extraído da publicação Aleitamento Materno e o desenvolvimento orofacial, disponível em: https://www.spsp.org.br/site/asp/recomendacoes/Rec87_1.pdf)


#amamentação #agostodourado #leitematerno #mamarnopeito #aleitamentomaterno

ATENDIMENTO

Av. Diário de Notícias, 200/ 511 - Cristal

Porto Alegre - RS

E-mail: ortodontiaprietsch@gmail.com

What'sapp: (51) 99961.4071

Fone: (51) 3222.0726 

Horário: Seg, qua, qui e sex, das 14h às 18h

            Terças, das 8h às 12h

  • Facebook
  • Instagram

Estamos localizados dentro do Barra ShoppingSul, oferecendo estacionamento seguro dentro do shopping para maior comodidade dos pacientes.

Todos os direitos reservados à Ortodontia Prietsch. Criado por Trigo Comunicação e Marketing